Um dos grandes problemas das doenças oculares é que sem o devido acompanhamento médico e do histórico familiar dos pacientes, algumas delas têm sintomas muito parecidos. O Ceratocone tem elementos muito parecidos com os do astigmatismo, por exemplo. As imagens vão ficando meio confusas, meio borradas, distorcidas, arrastadas, devido a alterações na córnea.

Além da vista meio borrada, o Ceratocone pode levar a um grau elevado de astigmatismo irregular e miopia, além de atingir os olhos de forma assimétrica – ou seja, pode ter graus bem diferentes nos dois olhos.

Quem Pode Ter Ceratocone

Apesar de ser diagnosticado mais frequentemente em pessoas entre 10 e 25 anos, o Ceratocone pode atingir qualquer pessoas com qualquer idade. Sua causa não é muito bem definida, mas sabe-se que os fatores genéticos possuem elevado grau de importância. Além disso, pessoas portadoras de síndrome de Down, catarata, rinite e asma também são propensas e desenvolverem este problema.

A melhor forma de combater o Ceratocone é, como sempre, a prevenção, com visitas periódicas ao seu médico oftalmologista. Caso haja algum caso da doença na família, é fundamental que essas consultas sejam desde a mais tenra idade e com regularidade de 6 meses, aproximadamente.

Sintomas

Se você tem algum familiar diagnosticado com Ceratocone ou sentiu algum dos sintomas abaixo, consulte imediatamente um médico oftalmologista para verificar se existe o problema e/ou a necessidade de tratamento. São eles:

  • Formação de halos ao redor de fontes de luz
  • Objetos com sua sombras arrastadas
  • Dificuldade de enxergar à noite
  • Sensibilidade aumentada à luz
  • Visão Dupla
  • Formação de múltiplas imagens do mesmo objeto
  • Coceira frequente no olho

Tratamento

No início da doença, os óculos costumam resolver o problema. Entretanto, com o desenvolver dela, principalmente nos casos mais avançados, é necessário que o paciente use lentes de contato específicas para corrigir o astigmatismo irregular gerado. Também há um procedimento cirúrgico para fortalecer o colágeno dos olhos, que também é um fator de influência para o desenvolvimento da doença, que é relativamente simples e não requer internação.

Não espere a doença entrar num estágio avançado, previna o mais cedo possível. Agende agora mesmo a sua consulta com um dos médicos da Oftalmologia Rangel & Associados!

Open chat