Inverno!! Além do frio que divide opiniões nas redes sociais (uns amam, outros odeiam) temos um elemento que pode fazer muito mal aos olhos: o tempo seco. A baixa umidade do ar deixa o nosso organismo mais suscetível às doenças que, de alguma forma, estejam relacionadas à superfície dos olhos.

Basicamente são 3 os problemas que costumam ocorrer com maior frequência nesta época do ano: conjuntivite, alergias oculares e a síndrome do olho seco. Para que você possa praticar a prevenção, vamos explicar melhor o que é cada doença e como fazer para combatê-las.

Conjuntivite

A conjuntivite é uma doença ocular típica deste período do ano, é uma inflamação na conjuntiva – que conhecemos como uma membrana transparente sobre o branco dos olhos. Ela pode se manifestar de 3 formas principais: alérgica, viral ou bacteriana. Os sintomas da conjuntivite são coceira, sensação de areia, borramento da visão, ardência nos olhos e lacrimejamento com ou sem secreção.

Apesar de simples, a conjuntivite deve ser diagnosticada o mais rápido possível, pois algumas de suas formas são contagiosas, e pode ser bastante dolorosa em estágios avançados.

Alergias oculares

Em dias frios e de ar seco como os do inverno, é normal que as pessoas fechem portas e janelas de suas residências e no ambiente de trabalho. O acúmulo de poeira, fumaça, ácaros e outras partículas com menor dispersão pelo ar condicionado e aquecedores pode causar uma série de alergias oculares nas pessoas.

Aquela coceirinha inocente, que chega a ser gostosa, pode ser o princípio de algo muito mais sério, que se não tratado no tempo ideal pode causar até mesmo a cegueira. Os principais sintomas das alergias, além da coceira, são olhos vermelhos, inchaço das pálpebras, maior sensibilidade à luz, ardência e irritação.

Síndrome do olho seco

É um problema crônico relacionado com a baixa produção e/ou baixa qualidade da lágrima, e esta relação com o ambiente, por isso, no inverno, que é mais seco, esta condição piora. Muita gente não sabe, mas cerca de 18 milhões de pessoas no Brasil sofrem com a síndrome do olho seco.

Os sintomas principais são ardência, queimação, sensação de areia, vermelhidão, lacrimejamento, tremor palpebral involuntário, entre outros…

Prevenindo doenças oculares

Muito pode ser feito em casa para prevenir a maior parte dessas doenças. Abaixo, algumas dicas importantes:

  • Antes de começar o inverno, lave cobertores, edredons, mantas e até mesmo as blusas mais pesadas. O tempo que essas roupas ficam guardadas é propício para o acúmulo de pó e ácaro.
  • Mantenha sua casa e seu ambiente de trabalho arejados e umedecidos. Um umidificador pode ser uma ferramenta muito boa no combate ao tempo seco.
  • Lave com frequência rosto e mãos com água corrente.
  • Mantenha uma boa hidratação durante o dia.
  • Alimentação adequada, balanceada e dê preferência aos óleos essenciais (ômega 3, 6 e 9), encontrados em linhaça, azeite e peixes.
  • Não compartilhe toalha de mãos ou cosméticos como rímel, delineadores, etc.
  • Não toque os olhos durante suas atividades, a não ser que seja para limpeza.
  • Evite bichos de pelúcia, carpete, tapete e qualquer coisa que possa ser um local para acumular poeira.
  • Faça a revisão constante do ar-condicionado
  • Utilize lentes de contato apenas com a supervisão do seu médico oftalmologista

Além de tudo isso, é fundamental que você consulte regularmente seu médico. Pratique a melhor forma de medicina que existe, a prevenção!

Agende uma consulta agora mesmo e mantenha sua saúde ocular em dia.

Oftalmologia Rangel & Associados

Open chat